Candidíase Oral

 CANDIDÍASE ORAL – CAUSAS, SINTOMAS e TRATAMENTO NATURAL

CANDIDÍASE ORAL – CAUSAS, SINTOMAS e TRATAMENTO NATURAL

CANDIDÍASE ORAL – CAUSAS, SINTOMAS e TRATAMENTO NATURAL

A candidíase oral (candidíase orofaríngea) é uma infecção superficial na boca que pode envolver a língua, bochecha interna (mucosa bucal), região do lábio interno e, ocasionalmente, as gengivas.  Embora seja mais comum em jovens, o sapinho pode afetar crianças pequenas e, em menor grau, crianças mais velhas e ocasionalmente adultos.

Você tem candidíase oral?

Os sintomas de candidíase oral são fáceis de serem reconhecidos, muito mais fáceis de fato do que os sintomas de uma infestação de Cândida mais generalizada. A candidíase oral pode se desenvolver muito rapidamente, mas pode se transformar em uma infecção crônica de longa duração se não for tratada.

Aqui estão os principais sintomas de candidíase oral:

  • Pequenas lesões brancas que você começará a notar na sua língua ou nas suas bochechas. Elas também podem se espalhar para o céu da boca e gengivas. Debaixo das lesões brancas há uma área vermelha e dolorosa que pode até sangrar levemente se você raspar a lesão. Seu médico examinará essas células sob o microscópio para dar um diagnóstico definitivo.

  • Danos nos cantos da sua boca. A pele nos cantos da boca pode ficar vermelha ou rachar levemente. Pode doer quando você sorri amplamente ou rir.

  • Dor dentro da sua boca. As lesões podem ser sensíveis ao toque, e você também pode sentir dor em sua língua e gengivas.

  • Dor ou dificuldade em engolir. Este é um sinal de que a infecção se espalhou em sua garganta (candidíase esofágica). Se a infecção piorar ainda mais, você pode até desenvolver febre.

 

  • Gostos desagradáveis. Você pode desenvolver um gosto consistente e desagradável em sua boca se estiver sofrendo com esta condição. Isso pode até mudar o sabor da comida que você come, a ponto de você não poder mais desfrutar de suas comidas favoritas.

Quais são as causas e fatores de risco da candidíase oral?

Muitos dos gatilhos para candidíase oral são semelhantes às causas do supercrescimento de Cândida. Uma dieta rica em açúcar tem o mesmo efeito na flora da boca do que na flora intestinal. Os antibióticos vão atrapalhar o equilíbrio de micro-organismos na boca, da mesma forma que alteram a flora intestinal.

 No entanto, existem algumas outras causas de candidíase oral que são mais exclusivas e localizadas.

Exemplos comuns podem ser dentaduras ou o hábito regular de fumar. Estes fatores podem alterar o ambiente em sua boca e permitir que um patógeno oportunista como a Candida albicans possa prosperar.

Aqui estão as principais causas de candidíase oral que você precisa estar ciente:

  • Uma dieta rica em açúcar

  • Antibióticos

  • Dentaduras

  • Fumar

  • Medicamentos que deixam a boca seca

  • Diabetes

  • Imunidade baixa

Candidíase Oral

Se o seu bebê tiver candidíase oral, considere a possibilidade de ter sido transmitida por uma infecção vaginal por Cândida. A Cândida que causa a candidíase vaginal é exatamente o mesmo micro-organismo que causa o crescimento excessivo da Cândida intestinal e oral. O sapinho, por exemplo, é causado por um crescimento excessivo da Candida albicans, que é comumente encontrada na superfície da pele, na cavidade oral e em todo o trato intestinal.

Recém-nascidos frequentemente são expostos ao fungo durante o parto vaginal e podem desenvolver a condição em 10 dias após o parto. Bebês que amamentam podem infectar a área mamilar da mãe durante a amamentação. Além disso, um crescimento excessivo de Cândida nas fezes pode estar associado a erupções características causadas pela fralda. Contaminação de chupetas com o fungo também pode introduzir o problema na cavidade oral de uma criança.

Saiba Mais…

Como curar a candidíase

Candida Albicans Afeta a Mente como? A Candidíase Causa Depressão?

Candidíase na Gravidez – Quais os sintomas, riscos e tratamento…

Candidíase Intestinal

Candidíase Masculina

Candidiase feminina

Pomada para Candidíase

Como tratar a candidiase

Candidiase recorrente e como tratar

Candidiase tem cura? como acabar com a candidiase?

Publicidade

Em crianças mais velhas e adultos, a candidíase orofaríngea está associada a vários comportamentos de risco, incluindo uso prolongado ou repetido de antibióticos orais, prednisona (ou outros medicamentos esteroides), tabagismo, dentaduras, uso de pílulas anticoncepcionais e condições médicas como diabetes (tipo I ou tipo II) ou qualquer doença que possa suprimir o seu sistema imunológico (HIV / AIDS). Talvez o comportamento mais comum para o desenvolvimento de candidíase seja a técnica inadequada durante o uso de inaladores contendo corticosteroides para o controle da asma ou da DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica).

Tais medicamentos requerem enxaguar a boca com água e depois cuspir a água para eliminar qualquer medicamento não inalado.

Quais são os sintomas e sinais da candidíase oral?

A candidíase oral é caracterizada por uma espessa camada branca da língua, bochechas internas, região do lábio interno ou gengivas.

Este revestimento pode ser diferenciado da muito comum descoloração branca da língua associada ao leite materno ou restos de fórmulas infantis por vários meios:

  1. Uma infecção por Cândida oral tem uma cor branca muito brilhante – os detritos de leite deixam apenas a cor esbranquiçada na língua.

  2. As infecções orais por Cândida podem também envolver a superfície da gengiva e a área interna dos lábios, enquanto que os restos de leite são limitados à língua.

  3. A Cândida oral é difícil de ser removida da língua, enquanto que os detritos do leite podem ser mais facilmente removidos.

Quando alguém deve procurar assistência médica para tratar a candidíase oral?

Deve-se procurar assistência médica quando houver suspeita de candidíase em crianças, quando remédios vendidos sem receita não forem úteis, ou se a infecção for dolorosa (envolvendo a mama – por exemplo, rachaduras ou sangramento do mamilo). Um profissional de saúde deve avaliar todos os sintomas relacionados à candidíase.

Prevenções

  • Todos os objetos colocados na boca da criança devem ser esterilizados após cada uso.

  • As mulheres que estão amamentando devem ser avaliadas para verificar se há Cândida na mama.

  • Se uma pessoa usar dentaduras, limpe-as cuidadosamente após cada utilização e pratique uma boa higiene oral.

  • Os adultos têm várias opções de tratamento não disponíveis para os bebês, como as pastas e pomadas antifúngicas para ajudar a eliminar a infecção.

Como os profissionais de saúde diagnosticam candidíase oral?

O diagnóstico de candidíase oral geralmente não requer testes laboratoriais – a inspeção visual da boca é tudo o que é necessário para confirmar o diagnóstico.

A candidíase oral é contagiosa?

A candidíase oral é passada para uma pessoa através de vários mecanismos. Recém-nascidos podem ficar expostos durante o parto vaginal se a mãe tiver uma infecção vaginal por Cândida.

A utilização de mamadeiras contaminadas com Cândida também pode causar a infecção. Outro mecanismo para desenvolver candidíase oral é o crescimento excessivo da Cândida na boca de crianças mais velhas, adolescentes e adultos. Outra maneira de desenvolver este problema é através do uso inadequado de um inalador com corticosteroide e não lavar a boca e cuspir após o uso do mesmo.

Quais especialistas em cuidados de saúde tratam candidíase oral?

Os especialistas em cuidados primários (pediatras, médicos de família, etc) são todos treinados para diagnosticar e tratar a candidíase oral. Crianças mais velhas, adolescentes e adultos sem uma causa óbvia para desenvolver candidíase oral (por exemplo, técnica inadequada usando corticosteroides inalatórios) devem passar por uma avaliação completa por um profissional de saúde, uma vez que existem várias condições graves que podem predispor o desenvolvimento de candidíase oral (por exemplo, sistema imunológico enfraquecido).

Quais são os tratamentos médicos para a candidíase oral?

Há dois grandes métodos de tratamento existente para tratar candidíase oral – um é a abordagem médica tradicional e o outro é a abordagem homeopática. Os medicamentos tradicionais podem ser aplicados ou ingeridos na forma líquida. 

Ao tratar bebês e crianças pequenas, a aplicação usando uma pequena gaze ou cotonete é mais eficaz. A violeta genciana 1% raramente é usada devido à mancha roxa de longa duração que produz na boca. Independentemente de qual abordagem é usada, a aplicação da medicação aos bicos de mamadeira, chupetas ou mamilos das mães que amamentam aumenta a taxa de sucesso da terapia diminuindo a probabilidade de reintrodução da Cândida na criança.

Tratamentos caseiros para a candidíase oral?

Os remédios não tradicionais/ homeopáticos para tratar a candidíase oral incluem:

  • Esfregar a área da boca com óleo de coco puro e virgem

  • Aplicação da mesma mistura mencionada acima nos mamilos das mães que amamentam

  • Aplicação de vinagre branco destilado e/ou bicarbonato de sódio diluído (1 colher de chá de água) nos mamilos da mãe

  • Aplicação de uma concentração diluída de vinagre de maçã, ou óleos essenciais nas áreas envolvidas.

Essas abordagens não são rigorosas no tratamento, e não foram cientificamente estudadas e são recomendações baseadas em relatos anedóticos. Entretanto, clicando aqui você conhecerá um método cientificamente aprovado e comprovado, que irá tratar de maneira segura a sua candidíase oral.

Como as pessoas podem prevenir a candidíase oral?

Uma vez que uma infecção oral geralmente representa um crescimento excessivo da Cândida albicans que é comumente encontrada na cavidade bucal, as estratégias de prevenção concentram-se em limitar esse supercrescimento e limitar a exposição a Cândida. As mães que amamentam devem evitar almofadas de amamentação húmidas ou molhadas e considerar a secagem dos seus mamilos após a amamentação para evitar o desenvolvimento de fungos. Da mesma forma, a higiene com sabão e água quente nas mamadeiras e chupetas diminuirá a incidência candidíase oral em crianças.

Para aqueles que necessitam de corticosteroides diariamente para o controle efetivo da asma, enxágue a boca com água e cuspa.

Você pode vencer a candidíase oral de maneira muito mais facilitada e rápida clicando aqui.

Marcado com: , , , , , , , , , , , , , , , ,